Simpósio Temático 1. Saberes médicos.

Dia 21 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa) 

 

Moderador: Túlio Brenno Brito da Silva (COC/Fiocruz)

Vera Cecilia Machline (PUC-SP)

Fundamentos fisiológicos das panaceias de outrora

Bruno Geraldo e Krasimira Petrova (FCTNOVA, Portugal)

Bioactive constituents derived from ancient medicinal plants

Milena Costa Morvillo (ABA)

A Antiga Arte da Moxabustão

Eduardo Mangolim Brandani da Silva (UEM)

"Como se há de embalsamar os cadáveres": Anatomia e preservação cadavérica em um tratado luso do século XVIII

Túlio Brenno Brito de Sousa (COC/Fiocruz)

Homeopatia e Espiritismo: a aproximação das práticas pelo Assistencialismo

Simpósio Temático 2.  Educação sanitária; estratégias de ação e trajetórias médicas.

Dia 21 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa) 

Moderador:  Ricardo dos Santos Batista (UNEB)

Eliane Vianey de Carvalho (Unilavras)

Educação Sanitária em Minas Gerais na primeira metade do século XX: "a melhor e mais eficiente arma no combate às epidemias ou endemias"

Júlia Vieira Tocchetto de Oliveira e Liane Maria Bertucci (UFPR)

Educação sanitária em Santa Catarina: entre práticas informais e prescrições legais (primeira metade do século XX)

 

Maria Cristina da Costa Marques e Danilo Fernades Brasileiro (FSP-USP)

A Educação Sanitária na formação de Sanitaristas em São Paulo: debate nos projetos formativos de 1928 a 1967

 

Fernando Jorge dos Santos Farias (UFPA)

Origens do Serviço de Saúde Especial da Amazônia: contribuições do intelectual Dalcídio Jurandir

 

Carolina Arouca Gomes de Brito e Thiago da Costa Lopes (COC/Fiocruz)

Educação sanitária rural e desenvolvimento de comunidades nos anos 1950: o trabalho dos cientistas sociais do Serviço Especial de Saúde Pública

Simpósio Temático 3. Epidemias e endemias em foco.

Dia 21 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa) 

Moderador: André Mota (FMUSP)

Anne Thereza de Almeida Proença (COC/Fiocruz)

“Muito temo que a ele se comunique a cholera”: um olhar sobre a chegada de uma grande epidemia ao Vale do Paraíba Fluminense (1855-1856)

Marili Peres Junqueira e Maísa Faleiros da Cunha (Incis/UFU e Nepo/UNICAMP)

Amarela ou Gialla: imigração e febre amarela em São Carlos-SP, 1896-1900

Alexandre Souza Amaral (UNIFAP)

O Czar dos Mosquitos e o Instituto Soroterápico de Manguinhos: Oswaldo Cruz e o combate à febre amarela no Pará (1910-1911) nas charges d’O Malho

Olivia da Rocha Robba (USP)

Wladimir Lobato Paraense e a formação da Coleção de Moluscos do Instituto Oswaldo Cruz/Fiocruz (1948-2012)

Simpósio Temático 4. Um olhar histórico sobre as deficiências: conceitos, políticas públicas e direitos.

Dia 21 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa) 

Moderadores: Beatriz Lopes Porto Verzolla e Yuri Giuseppe Castiglione (FMUSP)

 

Eucenir Fredini Rocha (FMUSP)

Modificações históricas nos conceitos sobre deficiência

Mariana Leme Gomes (Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo)

Políticas públicas de reabilitação e assistência à saúde

Carla Biancha Angelucci (FEUSP)

Medicalização e capacitismo no contexto das pessoas com deficiência

Laureane Marília de Lima Costa (UFG)

A sexualidade no contexto das pessoas com deficiência

Sandra Lucia Garcia Massud (PUC-SP)

Evolução nos direitos das pessoas com deficiência

Simpósio Temático 5. Doenças, saúde e escravidão nas Américas Espanhola e Portuguesa.

Dia 21 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Matheus Rodriguez (COC/ Fiocruz)

Bárbara Barbosa (COC/Fiocruz)

Escola tropicalista e a produção do conhecimento médico sobre escravizados e libertos na Bahia

 

Gutiele Gonçalves dos Santos (COC/Fiocruz)

“As epidemias de bexigas continuam a se alastrar:” impactos das epidemias no Estado do Maranhão e Piauí -1751-1800

 

Jacques Ferreira Pinto (COC/ Fiocruz)

Escravidão, doenças e cura: condições de saúde de africanos escravizados na província de Minas Gerais no século XIX

 

Matheus Rodrigues da Silva (COC/ Fiocruz)

Raças, Cores e a Loucura: Perspectivas de saúde e suspeição entre pretos e pardos na corte do Rio de Janeiro no século XIX

 

Tamara Alicia Araya Fuentes (COC/ Fiocruz)

Trajetórias diaspóricas ao interior da América espanhola

Simpósio Temático 6. Organização e investigação em acervos e arquivos de espaços museológicos. 

Dia 21 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Cristina de Campos (USJT/UNICAMP)

José Guilherme Veras Closs (USP)

Do zero a Bovero: história e ativação dos arquivos da escola boveriana de anatomia

 

Rafaela Paula da Silva (UFPR)

Ausência, presença e patrimônio nas fotografias do Hospital Espírita de Psiquiatria Bom Retiro divulgadas pelo jornal Gazeta do Povo (1945-2012)

 

Márcio Mota Pereira (UFMG)

Medicina e conhecimento na biblioteca de José Vieira Couto

 

Bruno Henrique Soares (NUPHITT/UNICAMP)

A coleção de fotografias de Geraldo Paula Souza: relatos de uma organização

 

Cristina de Campos (USJT /UNICAMP)

Representações da Saúde Pública: as fotografias de Geraldo Paula Souza nos Estados Unidos, 1918-1920.

Simpósio Temático 7. Enfermidades e permanências. 

Dia 21 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Rodrigo Otávio da Silva (FMUSP)

Gabrielle Legnaghi de Almeida; Bruno de Ávila Ribeiro Simões (UEM)

Uma velha enfermidade em um Novo Mundo: a lepra no “Tractado breve de medicina y de todas las enfermedades” (1610) de Agustin Farfán (1532-1604) e no século XXI

 

Muller Sampaio dos Santos Silva (UNEB)

Reforma Sanitária e a assistência à lepra na Bahia (1920-1930)

 

Gabriel Rocha da Silva ; Marcelo de Sousa Neto (UFPI)

Aspectos socioculturais relacionados à trajetória da hanseníase pós-isolamento compulsório em Teresina – Piauí (1976-2000)

 

Rodrigo Otávio da Silva (FMUSP)

Aprendendo a ser doente: câmara cascudo, dispositivo e subjetivação no Hospital das Clínicas em Natal (1967-8)

Simpósio Temático 8. Árvores, água e saúde. 

Dia 21 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Ana Duarte Rodrigues (CIUHCT/FCTNOVA, Portugal)  

Ignacio García-Pereda e Ana Duarte Rodrigues (CIUHCT/Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Portugal)

A introdução dos eucaliptos na Península Ibérica por razões ambientais e médicas

 

Clara Marques (CIUHCT/Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa)

A introdução do Eucalipto como medida sanitária no Brasil do século XX

 

Monique Palma (CIUHCT/Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa)

“Seria de grande conveniência a extinção dos pântanos”: a drenagem das zonas húmidas da Costa da Caparica e sua conexão com a saúde humana

 

Daniel Crespo-Delgado e Victoria Soto-Caba (UCM e UNED, Espanha)

“De paseos y alamedas. Ejemplos de un debate higienista desde la Ilustración española”

Simpósio Temático 9. Hospitais: história, reflexões e experiências. 

Dia 22 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Ana Nemi (UNIFESP)

Iris Vitorino dos Santos (UNIFESP)

Estranhos no Ninho: internações de pessoas negras no Juquery (1903-1930)

 

Mirna Brito Santana (UNIFESP)

Fragmentos da história do atendimento hospitalar da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo entre 1800- 1850

 

Tairini Ayhu Cruz Aparicio de Almeida (UNIFESP)

Hospital Juquery: Um polo de disputas da Saúde Mental no início do século XX

 

Michele Piacente (UNIFESP)

A Socialização da Medicina: uma história sem fim

 

Maria Alice Mendes Pereira (UNIFESP)

Mulheres nos “porões da loucura”: Representações de gênero e raça no Hospital Colônia de Barbacena (1979)

Simpósio Temático 10. Epidemias, doenças e circularidades. 

Dia 22 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Jaime Benchimol (COC/ Fiocruz)

Ewerton Luiz Figueiredo Moura da Silva (FMUSP)

A doença de Chagas: ressonâncias de uma descoberta científica brasileira em Portugal, 1909-1924

 

Ana Clara Brito (UPE)

A passagem da Coluna Preste, e a epidemia de febre amarela no Norte da Bahia

 

Aline de Kassia Malcher Lima (UFPA)

“Madeira Mamoré mi muerte es”: trabalhadores espanhóis e doenças na Amazônia 1908-1912.

 

Leicy Francisca da Silva (UEG)

A circulação do pensamento médico em Goiás na segunda metade do século XIX

Simpósio Temático 11. Endemias e pandemias pelo mundo: análises e histórias comparadas.

 Dia 22 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Bruno de Oliveira Mastrontonio (FMUSP)

Adriel Maroni (CENEP- CONICET, Argentina)

Saberes biomédicos y subjetividad: la circulación e implementación de la Profilaxis Pre-Exposición en América Latina (Argentina, Brasil y México)

Bárbara Direito (CIUHCT/FCTNOVA, Portugal)  

Epizootias no sul de Moçambique colonial – O caso da East Coast Fever

Mariana Veras, José Guilherme V. Closs, Nathalia Villa dos Santos e Paulo Saldiva  (USP)

Air pollution as a co-factor for increased mortality: evidence from past and present epidemics

 

Bruno de Oliveira Mastrantonio (FMUSP)

Entre o coletivo e a multidão: contribuições à história das práticas médicas e de saúde

Simpósio Temático 12. Loucos e criminosos e seus cientistas em São Paulo: instituições, saberes e poderes entre a Medicina Legal, a Psiquiatria e a Criminologia, nos séculos XIX e XX.

 Dia 22 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

 

Moderadores: Gustavo Querodia Tarelow e João Denardi Machado (FMUSP)

Raquel Saad de Avila Morales, Belinda Piltcher Haber Mandelbaum e Maria Cristina da Costa Marques (IP-USP e FSP-USP)

História da loucura na Primeira República: colonialidade do poder, ideologia da branquitude e construção de conhecimento científico

Regina Célia de Sá (USP)

As fotografias nos álbuns de Cantinho Filho, o “Doutor Delegado” Paulista (1910-1920)

Bruna Prudêncio Teixeira (NEV-USP)

Entre a modernização e a chibata: o debate penal brasileiro e as polícias oitocentistas

Daniela Alessandra Uga (IP-USP)

Crime e Loucura: incursão nos arquivos clínicos de mulheres internadas do Manicômio Judiciário do Estado de São Paulo (1940-1952)

Giulia Cristiano (UNIFESP)

A perspectiva higienista sobre o suicídio nos Arquivos Brasileiros de Higiene Mental entre 1925 a 1947

Simpósio Temático 13. Epidemias, representações e narrativas históricas.

 Dia 22 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

 

Moderador: Ewerton Luiz  Figueiredo Moura da Silva (FMUSP)

Monica Cristina de Moraes (UFRJ)

O isolamento da tuberculose na cidade do Rio de Janeiro durante a Primeira República

 

Silvio Marcus de Souza Correa (UFSC)

Sobre uma epidemia de peste no Kilimanjaro (1912)

 

Rozélia Bezerra (UFRPE)

As Ordenações sobre os cuidados com a peste na Inglaterra (1665) e a covid-19: discursos e atos que se cruzam

 

Daniel Florence Giesbrecht (CEIS20/UC, Portugal)

A inquietude move o doutor: a luta de Arthur Ramos em defesa do negro e do mestiço frente aos estereótipos médicos à época

Simpósio Temático 14. A gripe espanhola nos dois lados do Atlântico.

 Dia 22 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderadoras: Alexandra Esteves e Christiane Maria Cruz de Souza (UCP/UMinho e IFBA)

Christiane Maria Cruz de Souza (IFBA)

Medidas de controle da epidemia de gripe espanhola na Bahia

Adrián Carbonetti (UNC/UNL/CONICET, Argentina)

Vacuna y suero durante la gripe española en Argentina.Iniciativas estatales en la periferia de la ciencia (1918-1919)

 

Anny Jackeline Torres Silveira (UFOP)

Pandemia e Assistência

 

Antero Ferreira, Célia Oliveira, Fátima Silva e Tânia Ferreira (Casa de Sarmento e Uminho, Portugal)

A «gripe espanhola» no concelho de Guimarães (1918-1919)

 

Alexandra Esteves (UCP/Uminho, Portugal)

A pneumónica em Portugal: impactos, medidas e consequências

Simpósio Temático 15. O “mal de Ganges” e o Brasil: a passagem do cólera no século XIX.

Dia 22 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Jucieldo Ferreira Alexandre (UFCA)

Sebastião Pimentel Franco (UFES/FVC)

Cólera: uma epidemia devastadora assola a província do Espírito Santo no século XIX (1855-1856)

 

Oseas Batista Figueira Junior (Ufal)

Narrativas do medo: cenas cotidianas da epidemia de cólera na província de Alagoas (1855-1882)

 

Ana Carolina Rezende Fonseca e Anny Jackeline Torres Silveira (UFMG e UFOP)

E a chólera vem aí: ações e reações durante a epidemia de 1855-1856 na província de Minas Gerais

 

Rosilene Gomes Farias (UFPE)

O Pai Manoel e as artes de curar o cólera no Recife Imperial

 

Jucieldo Ferreira Alexandre (UFCA)

“Braveja detrator, braveja insano”: epidemia do cólera e disputas políticas no Ceará (1862-1863)

Simpósio Temático 16. História e Saúde Pública.

 Dia 22 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderadoras: Anna Cristina Rodopiano de Carvalho Ribeiro e Maria Cristina da Costa Marques (FSP-USP)

Carla Lisboa Porto (FSP-USP)

Narrativas de filhos de antigos pacientes de leprosários no Estado de São Paulo (1967 – 2018): apontamentos de pesquisa

Felipe Daiko Fraga (FSP-USP)

Saúde Pública e Cidadania no Brasil

Mônica Mendes Gonçalves (FSP-USP)

Raça na Saúde Pública: Uma História em Negativo

Raquel Saad de Avila Morales (IP-USP)

O discurso sobre normalidade e loucura na Revista Médica de São Paulo (1898-1914)

Suzana Cesar Gouveia Fernandes (FSP-USP)

A documentação científica como parte da memória e o porquê de pensarmos uma política de gestão para a FSP

Simpósio Temático  17. Doenças e Memórias.

Dia 23 de junho das 9h30 às 10h30 pelo horário de Brasília (13h30 às 14h30 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Paulo Fernando de Souza Campos (UNISA)

Paulo Fernando de Souza Campos (UNISA)

História e Sentimento: Ester, uma sobrevivente da Tuberculose (São Paulo, 1905-1919)

Matheus Asmassallan de Souza Ferreira (UFCG)

Políticas de branqueamento nas instituições médicas piauienses nos séculos XIX e XX: apontamentos da psicologia antirracista

José Luis Gómez De Lara (UdeG, México)

Las epidemias de poliomielitis en México. Estampa de la discapacidad. (1946-1960)

Simpósio Temático 18. Trabalho, gênero e medicalização.

Dia 23 de junho das 9h30 às 10h30 pelo horário de Brasília (13h30 às 14h30 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Daniela Kurcgant (USP)

Marina Franco Santa Rosa (UFBA)

Mulheres e a assistência à saúde: motivos recorrentes para os atendimentos

Daniela Kurcgant (USP)

O diagnóstico de histeria entre as pacientes da Clínica Psiquiátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) em 1948

Beatriz Lopes Porto Verzolla (FMUSP)

O processo de medicalização da surdez no Brasil: história, medicina e educação

Simpósio Temático  19. Práticas de curar. 

Dia 23 de junho das 9h30 às 10h30 pelo horário de Brasília (13h30 às 14h30 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Rodrigo Perles Dantas (UEM)

Cristiane Soares de Santana (UNEB)

Saúde e religiosidade africana: o controle dos corpos nativos através do “ Projecto” definitivo do Código Penal dos Indígenas da Colônia de Moçambique de José Gonçalves

Jéssica Cristina Aguiar Ribeiro (COC/Fiocruz)

Práticas\artes de curar em duas cidades do nordeste brasileiro: normatização (sciência, justiça), privilégios e exclusão

 

Rodrigo Perles Dantas (UEM)

Epidemias, artes de curar e plantas medicinais nos primeiros séculos de colonização portuguesa na América

Simpósio Temático 20. Doenças, corpos e práticas terapêuticas dos escravizados.

Dia 23 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Keith Valéria de Oliveira Barbosa (UFAM)

Júlio César Medeiros da Silva Pereira (UFF)

Saúde e adoecimento de populações quilombolas.  Estudo de caso do quilombo Cruzeirinho de Cima

Silvio Cezar de Souza Lima (UFF)

Experiências médicas e testes de medicamentos em escravizados no Rio de Janeiro (1830 – 1850)

Iamara da Silva Viana (UERJ/ PUC-RJ)

Anatomias de Corpos: redes de solidariedade em comunidades de senzala século XIX

Keith Valéria de Oliveira Barbosa (UFAM)

Doença e cativeiro: um estudo sobre mortalidade e sociabilidades escravas no Rio de Janeiro, 1809-1831

Simpósio Temático 21. Câncer como problema social: leituras das ciências humanas.

Dia 23 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderadores: Luiz Antonio Teixeira e Luiz Alves Araújo Neto (COC/Fiocruz)

Carlos Barradas (UC, Portugal)

Instituições e cancro(s) de mama: da importância dos “mundos da oncologia” na formulação da doença

 

Vanessa Lana (UFV)

Câncer de mama e sociedade civil: a FEMAMA e a prática de advocacy no Brasil

 

Elder Messora; Carlos Fiavoranti (USP)

A luta pelo capital simbólico e econômico na cancerologia paulista: o caso de Jorge Erdelyi e o Instituto Paulista de Pesquisas sobre o Câncer (1934-1958)

 

Luiz Antonio Teixeira e Luiz Alves Araújo Neto (COC/Fiocruz)

Câncer de mama no Brasil: medicina e saúde pública no século XX

Simpósio Temático 22. A musealização do patrimônio médico. 

Dia 23 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Ariadne Lopes Ecar (FMUSP/UNIB)

 

Paula Cristina Sousa Saraiva (IHMT-NOVA, Portugal)

Museu dos Sentidos: comunicar a ciência e o património de saúde no Instituto de Higiene e Medicina Tropical

 

Inês Cavadas de Oliveira; Joana Oliveira; Helena Rebelo de Andrade (INSA, Portugal)

O Instituto de Malariologia de Águas de Moura (1938-1973): um marco na luta contra a malária em Portugal

 

Ellen Nicolau (USP)

Saúde nas redes: A difusão de acervos como modo de curar

 

Ariadne Lopes Ecar (FMUSP/UNIB)

A Educação Sanitária em acervos paulistas

 

Pietra Diwan (The Arts Institute, EUA)

Memorial da Pandemia: o acervo de todos nós

Simpósio Temático 23. De souvenir tropical a emergência global: as leishmanioses e suas histórias. 

Dia 23 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Denis Guedes Jogas Junior (MAST)

Jaime Larry Benchimol (COC/Fiocruz)

A história dos roedores e outros animais silvestres nas leishmanioses

Denis Guedes Jogas Junior (MAST)

Émile Brumpt e as leishmanioses sul-americanas (1913-1951)

Mady Malheiros Barbeitas (EHESS, França)

in the search for a magic bullet : uma história da pesquisa terapêutica para as leishmanioses

Cláudio de Oliveira Peixoto (ILMD/Fiocruz-AM)

Saúde, ciência e desenvolvimento: a leishmaniose como desafio médico-sanitário no Amazonas

Adriana Leal Abreu  (UERGS)

As leishmanioses e as relações humano-animal sob o olhar das políticas públicas

Simpósio Temático 24. Saúde, doenças e mulheres: estudos sobre assistência e medicalização em perspectiva histórica.

Dia 23 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderadoras: Daiane Silveira Rossi e Eliza Teixeira de Toledo (COC/Fiocruz)

Alexandra Esteves (UCP/UMINHO, Portugal)

Olhares médicos sobre a menstruação

Tânia Maria Gomes da Silva (UEM/Unicesumar)

Maria Evangelista: medicina popular, benzimentos e saberes femininos

Thayane Lopes Oliveira (IFCE)

O Cytotec em jogo: aborto, saúde da mulher e dos bebês (1986 a 1998)

Eliza Teixeira de Toledo (COC/Fiocruz)

Dinâmicas de internação e terapêuticas no Hospital Psiquiátrico do Juquery: especificidades no tratamento feminino (1930-1950)

Daiane Silveira Rossi (COC/Fiocruz)

Assistência como prática? A profissionalização das mulheres no início do século XX

Simpósio Temático 25. Histórias das doenças e das artes de curar na Paraíba. 

Dia 23 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Azemar dos Santos Soares Júnior (UFRN)

Wuendisy Fortunato da Silva (UFPB)

Entre médicos e práticos, charlatães e esculápios: os itinerários das práticas de cura na Paraíba imperial (1870-1880)

 

Serioja R. C. Mariano (UFPB)

Os surtos epidêmicos da bexiga vão grassando e a população vai sofrendo: a varíola na Parahyba oitocentista

 

Rafael Nóbrega Araújo (UFPE)

“Pagamos também o nosso pesado tributo”: a devastação da tuberculose pulmonar na cidade da Parahyba (1909-1923)

 

Azemar dos Santo Soares Júnior e Beatriz dos Santos Batista (UFRN / UFCG)

“O conforto de haver feito algo, ao menos pela Paraíba”: o hospital Napoleão Laureano

 

Fernando Domingos de Aguiar Júnior (COC/Fiocruz)

As primeiras notícias e suas representações sobre AIDS e os doentes na imprensa paraibana (1985)

Simpósio Temático 26. História, alimentação e saúde: diálogos interdisciplinares. 

Dia 23 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Leopoldo Fernandes da Silva (USP)

 

Adriana Salay Leme (USP)

O alargamento na noção de fome no Brasil e suas consequências políticas (1932-1964)

 

Leopoldo Fernandes da Silva (USP)

Alimentação, fome e miséria nas páginas da Revista Saúde em Debate (1976-1988)

 

Alexis Milonopoulos (USP)

Por uma saúde contra o Estado: sobre medusas, quimeras, fome e necroliberalismo

 

Leandro Renato Monerato (UNESP)

Soberania alimentar face ao surgimento do mercado mundial de terras

 

Maria Alvim Leite (USP)

O consumo de ultraprocessados e as mudanças no peso corporal durante a pandemia da COVID-19: dados da coorte Nutrinet Brasil

Simpósio Temático 27. Actores, objetos y prácticas globales en las artes de curar en Sudamérica entre fines del siglo XIX y el inicio del siglo XX. Sessão 1,

Dia 23 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

 

Moderador:  José Ignacio Allevi (CONICET/UNR, Argentina)

Beatriz Teixeira Weber (UFSM)

Abordagens da Doença Mental pelo Espiritismo no Brasil no início do século XX

 

Mauro Sebastián Vallejo (CONICET, Argentina)

Un nuevo remedio entre los porteños. La “linfa de Koch” en Buenos Aires (1891)

 

Patricia Palma (UTA, Chile)

La Liga de Amigos de la Homeopatía: homeopatía española en los Andes peruanos (Arequipa, 1930s)

 

María José Correa Gómez (UAB, Chile)

Entre Vichy y Quinamávida: escalas e integraciones de la cura termal en Los Andes

Simpósio Temático 28. Medicina e Boticas no século XIX. 

Dia 24 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderador: Tânia Salgado Pimenta (COC/Fiocruz)

Ticiana Santa Rita (COC/Fiocruz)

Os boticários e farmacêuticos do interior da Província do Rio de Janeiro e o atendimento a população, na segunda metade do século XIX

Rodrigo Aragão Dantas (Secretaria Municipal de Educação de Seropédica )

O Mercado Médico no Rio de Janeiro: disputas e interações (1850-1889)

Ricardo Cabral de Freitas (COC/Fiocruz)

O "Labyrintho de Creta": climatologia e febres no Rio de Janeiro Imperial, 1832-1880

Hélcius Batista Pereira; Maria Alice Rosa Ribeiro (UEM/UNICAMP)

O guia médico do Dr. Luiz Pereira Barreto: um estudo histórico-sócio linguístico da prática discursiva

Simpósio Temático 29. Políticas e redes transnacionais de saúde pública. 

Dia 24 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Isabel Amaral (CIUHCT/FCTNOVA, Portugal)

Jorge Augusto Carreta (USP)

Pela pele: o papel da cultura visual e da ceroplastia na constituição da dermatologia como especialidade médica na Europa

Byron Núñez Freile; Isaías Núñez Cifuentes (UCE, Equador)

El Dr. Hideyo Noguchi y la Fiebre Amarilla de Guayaquil en 1918: El fracaso de un paradigma científico

Lívia Angeli Silva (UFBA)

A emergência da higiene e da saúde pública na Bahia (1840-1889)

Lorena Almeida Gill (UFPel)

Os processos da Justiça do Trabalho (JT) e as possibilidades de se pensar sobre a saúde e a doença

Simpósio Temático 30. História da Aids no Brasil: perspectivas de análise e contribuições para o debate contemporâneo.

Dia 24 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderadora Gabriela Junqueira Calazans (USP)

Remom Matheus Bortolozzi (USP)

Entre trapos e colchas: vestígios da memória LGBT sobre as primeiras respostas paulistanas à epidemia de HIV/Aids

Gabriela Junqueira Calazans (USP)

Respostas político-institucionais à epidemia de aids voltadas para gays e outros HSH no Brasil: dinâmicas e mudanças no campo discursivo de ação da aids

Thiago Félix Pinheiro (USP)

Prevenção da transmissão sexual de HIV no Brasil: tecnicismo, conservadorismo e desigualdades sociais

Eliza da Silva Vianna (IFAL)

Aids a contrapelo: discursos contra hegemônicos no contexto epidêmico (1980 – 1990)

Gustavo Vargas Laprovitera Boechat (Professor da Rede Básica da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo)

A interiorização da epidemia de HIV/Aids: uma história da experiência epidêmica em Itapetininga (1985 - 2000)

Simpósio Temático 31. Saúde planetária, doença, ambiente e sustentabilidade

Dia 24 de junho das 11h00 às 12h30 pelo horário de Brasília (15h00 às 16h30 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Bárbara Direito (CIUHCT/FCTNOVA, Portugal)

Susana Mónica Marinho Paixão (IPC, Portugal)

A Saúde Ambiental nos ODS e as (desi)gualdades de genero

Rebeca Lelis Rodrigues,  Wyllen Rick Soares do Carmo, Samara Santos Silva e  Luciana Alves de Oliveira (UFG)

Saúde Planetária e distanciamento dos Princípios da Precaução e Responsabilidade no contexto dos agrotóxicos

Marcia Ernani de Aguiar (FMUSP)

Migrações Forçadas: Refugiados e Pessoas em Situação de Rua na cidade de São Paulo

Lívia Jatobá do Lago e Marcílio Sandro de Medeiros (ILMD/Fiocruz-AM e UFAM)

O sistema de garantia de direitos como dispositivo social para melhoria das condições de vida e de saúde das populações ribeirinhas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá

Caroline Urias Challouts e Tânia Maria Gomes da Silva (Unicesumar)

Novos contornos interpretativos do binômio saúde-adoecimento

Simpósio Temático 32.  Actores, objetos y prácticas globales en las artes de curar en Sudamérica entre fines del siglo XIX y el inicio del siglo XX. Sessão 2.

Dia 24 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderadora: Beatriz Teixeira Weber (UFSM)

José Ignacio Allevi (CONICET/ UNR, Argentina)

Un curandero, un espiritista y la globalidad de las prácticas de cura en el interior de la Argentina moderna (Santa Fe, 1854–1887)

Alexandre Karsburg (UFSM)

A jornada de um eremita italiano pelas Américas no século XIX: missão, cura e peregrinação

 

Maíra Ines Vendrame (UNISINOS)

Parteiras imigrantes: atuação, conflitos e redes de apoio no campo profissional (Porto Alegre, final do século XIX)

 

Astrid Dahhur (IICS-UCA-CONICET, Argentina)

Las fuentes folclóricas como herramienta para comprender la circulación de prácticas y actores de la medicina popular. Italia y Argentina a fines del siglo XIX y principios del XX

 

María Laura Rodríguez e Adrián Carbonetti (CONICET/UNC, Argentina)

Jaime Press, un armonizador de la Nueva Era: apropiaciones y elaboraciones desde los márgenes (Córdoba, Argentina, años 60’ y 70’)

Simpósio Temático 34. História da Práticas da Saúde e das Doenças. 

Dia 24 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa)

Moderadoras: Ana Karine Martins Garcia e Elane Cristina Rodrigues Gomes (UFC e UFPA)

Cynthia Corvello (UFC)

A Patologização da Violência Feminina:

 

Rebeca Junior Cardoso Martins (UFPA)

O Jovem Poeta e o Lenço Rubro: Antônio Tavernard, a lepra e o isolamento privado (1926-1936).

 

Gerlane Farias Alves (UFPB)

Dos Pobres aos Marginalizados: organização do espaço e medidas médico-sanitárias na Parahyba oitocentista (1858-1881)

 

Eulina Souto Dias (UFCG)

Políticas de esclarecimento acerca da aids a partir do jornal “Nós, Por Exemplo” na década de noventa

 

Sergio De Simone (UNIFESP)

Desinfectorio Central do Bom Retiro: Incursões da arquitetura e do urbanismo sobre o mundo das ciências médicas (1891-1926)

Simpósio Temático 35. A vacinação e a história das epidemias no século XX-XXI.

Dia 24 de junho das 13h30 às 15h00 pelo horário de Brasília (17h30 às 19h00 pelo horário de Lisboa) 

Moderador: Enrique Perdiguero (UMH, Espanha)

Ricardo Campos (CSIC, Espanha)

La vacunación antivariólica en España. Luchas profesionales, controversias y antivacunismo (1870-1904).

 

Anna Beatriz de Sá Almeida (COC/Fiocruz)

Aspectos da História da Poliomielite no Brasil (1970-1980): analisando depoimentos do Acervo Memória da Poliomielite da COC/Fiocruz, em tempos de pandemia da Covid-19

 

Marcia Thereza Couto (FMUSP)

Entre o clamor por vacina e a hesitação vacinal no contexto da Covid-19: perspectivas das ciências sociais em saúde

 

Isabel Amaral (CIUHCT/FCTNOVA, Portugal)

A vacinação em contexto epidémico ou pandémico: considerações bioéticas